Marketing na Camisa

imagem-biografia-01

A matéria publicada na revista Update, em 2004, mostra que as empresas que investem no mercado esportivo nem sempre utilizam da mesma estratégia para conseguir retorno em seus investimentos. A explicação é simples, há clubes que tem visibilidade o ano inteiro, enquanto outros que não, tendo ainda a seleção brasileira, que tem menos aparições, no entanto, com mais visibilidade.

Empresas como Ambev, Panasonic e LG optaram por entrar no mercado esportivo, que em 2004, era responsável 1,7% do PIB, mas o planejamento estratégico de cada uma delas escolheu foi diferente. Enquanto a Ambev preferiu anunciar apenas o Guaraná Antártica, divulgando até mesmo a marca de refrigerantes em um campeonato, LG e Panasonic seguiram para os patrocínios a clubes de futebol.

A Panasonic encontrou como método mais fácil de convencer os japoneses na matriz da empresa estampar a marca do Santos, por já ser um clube conhecido internacionalmente e ter pouca rejeição nacional. Diferente da LG, que apostou no São Paulo, clube com rejeição maior que o clube do litoral, mas que, ao mesmo tempo, tem projeção maior.

UPdate Jul 2005 investimento em atleta

 

Filed in: Portifólio de Mídias

Deixe um comentário

Comentar

WP-SpamFree by Pole Position Marketing

© 2018 Anderson Gurgel. - Todos os Direitos Reservados. XHTML / CSS Valid.
Desenvolvimento Doka Comunicação.